Bolsonaro alertou banqueiros para ‘risco de recontratar funcionário que já roubou no passado’

Bolsonaro em palestra na Febraban Reprodução Redes Sociais

Presidente alertou para o risco de ‘recontratar um funcionário que já roubou no passado’

Durante palestra na Federação Brasileira de Bancos (Febraban), em São Paulo (SP), o presidente Jair Bolsonaro (PL) alertou os banqueiros nesta segunda-feira, dia 8 de agosto, para a crise econômica gerada pela Esquerda na Argentina.

“ – Como banqueiros estão se sentindo na Argentina?”, questionou Bolsonaro.

Bolsonaro alertou que se o PT voltar, o Brasil se caminhará rapidamente para a mesma ruína econômica em que Venezuela e Argentina mergulharam. O Presidente da República destacou que apesar das falsas acusações, nunca agiu contra a democracia e que a “ditadura” não está no Poder Executivo, em uma clara referência à ditadura da toga sob a qual o Brasil vive hoje.

O Presidente da República ainda recomendou aos banqueiros que o julguem por suas atitudes, e não assinar “cartinhas”, referindo-se ao manifesto esquerdista elaborado pela Universidade de São Paulo, assinado por banqueiros e políticos de Esquerda.

“ – Vocês têm que olhar na minha cara, ver minhas ações e me julgar por aí. Não assinar cartinha”, disse Bolsonaro.

E por fim, alertou aos banqueiros o que significará apoiar e eventualmente reeleger o ex-presidiário petralha Luís Inácio Lula da Silva:

” – Você recontrataria um empregado que já te roubou no passado?”