Bolsonaro discursa na Cúpula das Américas

Presidente rebateu mentiras sobre Amazônia e reforçou defesa da liberdade

 

Na manhã desta sexta-feira, dia 10 de junho, o presidente Jair Bolsonaro discursou diante de líderes das Américas quando aproveitou para rebater falsas acusações a respeito do desmatamento da Amazônia e reiterar pautas como a defesa da família e de liberdades de expressão e religiosa.

“– Somos um dos países que mais preserva o meio ambiente e suas florestas. Mesmo preservando 66% de nossa vegetação nativa e usando apenas 27% do nosso território para pecuária e agricultura somos uma potência agrícola e sustentável. Não necessitamos da região amazônica para expandir nosso agronegócio”, declarou o presidente.

“– Os nossos desafios são proporcionais ao nosso tamanho. Lembro que a área da região amazônica equivale à toda Europa Ocidental”, considerou o presidente, que ainda destacou que o Código Florestal Brasileiro deve “servir de exemplo” para outros países.

Notório aliado do ex-presidente Donald Trump – adversário político de Joe Biden – Bolsonaro declarou que  acredita nas promessas que o atual presidente dos EUA (um político de Esquerda, vale lembrar) fez ao líder brasileiro durante reunião reservada:

“– A experiência de ontem [quinta] com a Biden foi simplesmente fantástica. Estou realmente maravilhado e acreditando em suas palavras e naquilo que foi tratado reservadamente”, declarou Bolsonaro.

“– Senti muita sinceridade e muita vontade [de Biden] em resolver os problemas que fogem, obviamente, da total responsabilidade de cada um de nós, mas juntos poderemos buscar alternativas para pôr um fim nesse conflito. Eu acredito que todos trabalhando dessa maneira atingiremos os nossos objetivos, em especial o governo americano”.

O presidente brasileiro também falou sobre temas recorrentes em seus discursos no Brasil.

“– Atualmente vemos ataque claro às liberdades individuais (…) Afirmamos que temos um governo que acredita em Deus, respeita os seus militares, é favorável à vida desde sua concepção, defende a família e deve lealdade a seu povo”, destacou.