Bolsonaro: Fachin acha que é o ‘Ditador Do Brasil’

‘O Inimigo não é externo. Está na Praça dos 3 Poderes’, disse Bolsonaro

 

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou a  apoiadores nesta segunda-feira, dia 11 de junho que o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, se apresenta como o “ditador do Brasil” e não tem “compromisso com a democracia”.

A fala ocorreu no contexto da tentativa do TSE de impedir a participação das Forças Armadas na Comissão de Transparência Eleitoral (CTE), do TSE.

“– Ontem, Fachin falou que não tem mais conversa com as Forças Armadas. Eu acho que ele já se intitulou o ditador do Brasil. Estou achando há muito tempo. Quem age dessa maneira não tem qualquer compromisso com a democracia”, declarou o chefe do Executivo.

Bolsonaro ainda disse que a “liberdade está sendo açoitada por quem deveria defender a Constituição” e declarou não haver “nenhum poder mais forte do que outro”.

“– Determinei que Forças Armadas junto com o seu comando de defesa cibernética fizessem o trabalho que tinha que ser feito dentro do TSE. E nós fizemos e apresentamos sugestões. Agora, o TSE, não aceita que nosso pessoal técnico converse com o pessoal técnico deles”, queixou-se.

O presidente também negou estar atacando o sistema eleitoral ou planejando um golpe, dizendo querer, contudo, “eleições limpas” e transparentes.