Bolsonaro fala sobre revelação de que PCC financiava PT

Bolsonaro e Lula (Fotos de Arquivo)

“O crime tem Lula como aliado e a mim como inimigo”, diz Bolsonaro

Reprodução Twitter

O presidente Jair Bolsonaro comentou nesta sexta-feira, dia 1º de julho, reportagem da Revista Veja que apresentou parte da delação premiada de Marcos Valério — ex-operador do PT no esquema de compra de votos de parlamentares, pelo governo Lula, que ficou conhecido como ‘Mensalão’ — que revelou que o Partido dos Trabalhadores (PT) recebia financiamento da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

Marcos Valério – Divulgação PF

A reportagem ainda revelou que um empresário de transportes teria chantageado Lula para não revelar as relações do Partido dos Trabalhadores com o PCC.

No Twitter, o presidente resumiu a notícia afirmando:

“Não há dúvidas de que o crime tem Lula como aliado e a mim como inimigo, o que muito me orgulha. Com ele eram diálogos cabulosos. Comigo são recordes de apreensão de drogas e prejuízos às facções. Ele quer esses “jovens” soltos. Eu quero que esses bandidos apodreçam na cadeia”.

Valério ainda revelou à PF que Celso Daniel, prefeito de Santo André executado em 2002, foi torturado e assassinado por ter elaborado um dossiê que identificava políticos do PT que recebiam dinheiro do narcotráfico.