Brasil cria mais de 1 milhão de empregos em 5 meses

Brasil criou mais de 277 mil empregos em maio; mais de 1 milhão em 5 meses e mais de 4,2 milhões em três anos de governo Bolsonaro

 

O Brasil criou 277.018 empregos em maio, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), divulgados nesta terça-feira, dia 28 de junho,  totalizando a abertura de mais de 1 milhão de novos empregos em cinco meses: ou exatamente, um saldo positivo de 1.051.503 novas vagas com carteira registrada desde o começo do ano.

Os resultados foram positivos em todos os setores da economia, tendo como destaques:

– Serviços: 120.294
– Comércio: 47.557
– Indústria: 46.975
– Construção Civil: 35.445
– Agropecuária: 26.747

O aumento ocorreu em todos os estados, com destaque para:

– São Paulo: 85.659
– Minas Gerais: 29.979
– Rio de Janeiro: 20.226

Em três anos de governo Jair Bolsonaro já foram criados 4.268.563 novos empregos, mesmo em meio a maior crise sanitária em um século, do covid-19, em que foram decretados lockdowns anticientíficos, por vários países, que levaram à falência milhares de empresas no Exterior. E também no Brasil, onde apesar da resistência do governo federal, governadores e prefeitos trancaram a economia com o aval do Supremo Tribunal Federal (STF), quebrando empresas e as cadeias produtivas, causando escassez de produtos e a disparada da inflação.

Mais de quatro milhões, duzentos e sessenta e oito mil empregos criados apesar da maior crise hídrica em um século, que elevou os preços da energia elétrica e a inflação.

E apesar da invasão da Rússia à Ucrânia, que fez disparar os preços dos derivados do petróleo (gasolina e diesel) e acelerou ainda mais à alta da inflação.

Quatro milhões, duzentos e sessenta e oito mil empregos em pouco mais de três anos.