Brasileiro é 1º infectado por varíola dos macacos na Alemanha

Rapaz de 26 anos passou por Portugal e Espanha, países que já relataram casos da doença

Silvio Ferreira, com agências internacionais

 

O primeiro caso de paciente diagnosticado com varíola de macaco  na Alemanha ocorreu em um brasileiro de 26 anos, nesta quinta-feira (19), em Munique, Sul da Alemanha. A notícia foi divulgada nesta sexta-feira (20), pelo Instituto de Microbiologia da Bundeswehr, referência em infectologia naquele país.

O brasileiro, que não teve a identidade revelada, teria passado por Portugal e Espanha, onde já foram confirmados casos da doença e segue em isolamento em uma clínica de Munique.

O Instituto de Microbiologia da Bundeswehr reforçou, em comunicado, que autoridades sanitárias da Europa e América dgo Norte detectaram um crescente número de casos de varíola dos macacos desde o início de março.

A enfermidade, que é viral, é mais comum na África.  Geralmente é leve, ou caracterizada por febre e pequenas bolhas ou erupções cutâneas.

Existem duas cepas principais: a cepa do Congo, mais grave, que chega a 10% de mortalidade e a cepa da África Ocidental, cuja taxa de mortalidade é de 1%.

Casos da enfermidade foram relatados nas últimas duas semanas em vários países da Europa, entre eles, Portugal, Espanha e Reino Unido.

 

Nas Américas

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos confirmou o  primeiro caso da enfermidade no país neste ano, no estado de Massachusetts. Segundo autoridades de saúde do estado, o caso foi confirmado em um homem que viajou recentemente para o Canadá. O paciente está isolado, em condição estável.