Candidatura de Tarcísio é única alternativa ao comunismo em SP

O ex-ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, foi oficializado como candidato ao Governo de São Paulo pelo Partido Republicanos, neste sábado, dia 30 de julho, na convenção nacional do partido no Expo Center Norte, na capital paulista.

 

Em seu discurso de oficialização da candidatura ao governo do Estado de São Paulo, o ex-ministro da Infraestrutura,  Tarcísio Gomes de Freitas, agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro pelo apoio à sua candidatura.

“- É uma pessoa que mudou minha vida, mudou minha trajetória. Abriu portas que eu não esperava que um dia seriam abertas”, disse.

Teatro das Tesouras Comunistas

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL),  elogiou a competência de Tarcísio e o apresentou como a única opção diante dos candidatos da Esquerda para o governo de São Paulo.

De um lado, a corrupção do “grupo político que comandou São Paulo nos últimos 30 anos”, disse, em indireta aos tucanos e em especial ao candidato a vice de Lula, Geraldo Alckimin (ex-PSDB, atual PSB). Do outro lado da mesma moeda no ‘Teatro das Tesouras’ comunista, a “quadrilha que quer voltar ao poder no País”, disse, referindo-se ao PT.

O presidente do Republicanos exaltou a candidatura de Tarcísio.  “São Paulo não pode continuar na mão da outra face da esquerda”, referindo-se ao líder das pe$qui$a$.

Tarcísio terá como candidato ao Senado, o ex-ministro da Ciência Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes e o ex-prefeito de São José dos Campos Felício Ramuth, do PSD, como candidato a vice-governador.

A candidatura conta com o apoio da coligação “São Paulo Pode Mais”,  que além do Republicanos e PSD, ainda inclui PL, PTB e PSC.