China suspende importação de quatro frigoríficos brasileiros

Fotomontagem: Compre Rural

Decisão também afeta  frigoríficos russos e uruguaios

A ditadura comunista chinesa, por meio da Administração Geral de Alfândegas (GACC, na sigla em inglês), anunciou na quarta-feira (24) – sem apresentar as razões da decisão – a suspensão de importações de carne bovina de quatro frigoríficos brasileiros, todos pertencentes aos grupos JBS e Marfrig. As restrições, com prazos diferentes para cada frigoríficos, incluiu ainda plantas russas e uruguaias. A GACC não justificou a suspensão.

A unidade da Marfrig em Promissão (SP), que havia sofrido embargo de uma semana em abril, volto a ter as compras suspensas por quatro semanas a partir desta terça-feira. A planta da Marfrig de Várzea Grande (MT), que também havia sofrido com suspensão anteriormente, terá as compras suspensas por mais sete dias. Os frigoríficos da JBS – a de Lins (SP) e de Senador Canedo (GO) – que não haviam sido embargadas recentemente tiveram a importação suspensa por uma semana.