Delinha, a ‘Dama do Rasqueado’, morre aos 85 anos em Campo Grande

Delinha, a 'Dama do Rasqueado' (Foto: Fundação de Cultura de MS)
Música Raiz

Ícone da música sertaneja de Mato Grosso do Sul,  Delinha, a “Dama do Rasqueado”, morreu nesta quinta-feira, dia 16 de junho, aos 85 anos.

Delanira Pereira Gonçalves, a Delinha, tinha uma doença pulmonar crônica. Recentemente, sofria com crises respiratórias agudas e chegou a ficar internada por onze dias para tratamento, no mês de maio. Segundo o boletim médico, a causa da morte foi insuficiência respiratória.

Carreira

Em seis décadas de trajetória artística, Delinha fez história na música sertaneja de Mato Grosso do Sul. Iniciou a carreira na década de 1950, ao lado do ex-marido, Délio José Pompeu, que faleceu em 2010, com quem formou a dupla Délio e Delinha, e fez sucesso nacionalmente. Na discografia, 39 álbuns, entre LPs e CDs e vários sucessos no repertório formado por rasqueados, chamamés e música sertaneja raiz.

Despedida

O velório será realizado na Câmara Municipal Municipal de Campo Grande, Capital de Mato Grosso do Sul, até as 16 horas. O sepultamento está marcado para às 17 horas, no Cemitério Jardim da Paz, na capital sul-mato-grossense.