Desembargador mantém prisão de youtuber que ameaçou Lula e togados

Ditadura da Toga: Desembargador de Moraes mantém prisão de youtuber que ameaçou Lula, Gleisi, Freixo e togados, mesmo sem que alvo do abuso de poder seja político com foro privilegiado.

 

Em audiência de custódia realizada neste sábado, dia 23 de julho, Airton Vieira, desembargador que atua no gabinete de Alexandre de Moraes, manteve a prisão de Ivan Rejane Fonta Pinto, personal trainer e youtuber preso por ter feito um vídeo em que faz ameaças a Luís Inácio Lula da Silva (PT) –  ex-presidiário condenado em três instâncias, por nove juízes e desembargadores – por corrupção e lavagem de dinheiro e “descondenado” em uma manobra escandalosa de Edson Fachin, outro integrante do STF.

No vídeo, Ivan também fez ameacas à presidente do PT, Gleisi Hoffmann, ao candidato ao governo do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo (PSB) e a integrantes do STF.

Além da prisão de Ivan Rejane Fonta Pinto, Moraes ainda detrrminou o bloqueio das redes sociais e expediu mandado de busca e apreensão para a residência do personal trainner, que está na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, desde sexta-feira.

Durante a audiência de custódia neste sábado, Ivan relatou que está sendo bem tratado na prisão:

“– Estou sozinho em uma cela na enfermaria do presídio, pois o diretor da penitenciária achou mais prudente, já que tenho um canal na internet por meio do qual me pronuncio contra o uso das drogas, inclusive com uso de violência pelas forças policiais, o que causa animosidade com os demais presos, inclusive em razão da repercussão da minha prisão” afirmou durante a audiência.

A defesa de Ivan vai apresentar pedidos de revogação e relaxamento da prisão.