Dia dos Pais deve movimentar mais de R$ 245 milhões em MS

Foto: Depositphotos

Pesquisas na Capital e em outros 7 municípios apontam que quase 90% dos empresários estão otimistas com retomada econômica

 

O comércio de Mato Grosso do Sul espera faturar R$245,28 milhões com as vendas do Dia dos Pais, celebrado no segundo domingo do mês de agosto, segundo levantamento do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IPF/MS), da Federação do Comércio de Mato Grosso do Sul (Fecomércio-MS). O valor representará um aumento de 5% em relação ao volume comercializado em 2021. O levantamento, que  ouviu 1.657 pessoas na Capital e em outros 7 municípios – Dourados e Corumbá, Ladário e Bonito, Coxim, Três Lagoas e Ponta Porã – aponta que R$152,4 milhões devem ser gastos com presentes e R$92,8 milhões com comemorações.

Preferências
A pesquisa apurou que 49,40% dos consumidores pretendem presentear, desembolsando em média R$207,74 com os presentes, e identificou como itens preferidos: Artigos de vestuário (43,40%), Perfumes/Loção para Barbear (26,50%) e Acessórios (18,90%); Calçados (15,70%), Relógios (8,60%) e Eletrônicos (6,10%).

Forma de Aquisição dos presentes

Segundo a pesquisa, a ampla maioria ainda prefere efetuar à compra em lojas físicas: 81% dos consumidores. Outros 9,80% pretendem adquirir os presentes pela internet e 8,40%, devem fazer a aquisição do produto à distância de estabelecimentos comerciais que possuem lojas físicas.

Formas de pagamento

Os principais atrativos serão pagamento à vista, com desconto (63,40%), Atendimento (42,20%), Variedade (41,10%) e parcelamento com cartão de crédito (38,40%).

Quase 90% dos empresários da Capital estão otimistas

Outra pesquisa, realizada pela Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) – que ouviu 104 empresários dos setores de vestuário, calçados e perfumaria, eletrônicos e outros segmentos do comércio da Capital, entre os dias 28 de junho e 28 julho – apurou que 87% dos empresários estão otimistas com relação às vendas da data comemorativa.

Para quase 6% dos entrevistados, a expectativa é comercializar até 50% a mais neste ano em comparação ao ano anterior; 12% dos empresários esperam aumento de até 40% das vendas; 35% acreditam em uma alta de 20% nas vendas e 34% dos empresários, que o aumento das vendas fique em um patamar de até 10%.

Ticket Médio
De acordo com 44% dos empresários ouvidos, a expectativa é de que o ticket médio – o valor médio das vendas de um empreendimento no período, considerando o faturamento e o número de vendas realizadas –, fique entre R$ 51 e R$ 100. Já 36% dos entrevistados creem que o valor do presente ficará entre R$ 101 e R$ 200 e pouco mais de 10% esperam vender mais de R$ 201 por cliente.

Otimismo com retomada econômica

“No ano passado, 72% das empresas esperavam vender mais que em 2020. Este ano, já são cerca de 87% dos empresários com esperança de superar o movimento do ano anterior”, afirmou o presidente da ACICG, Renato Paniago.