Em Recife, Bolsonaro anuncia crédito sem juros a atingidos por chuvas

Presidente Jair Bolsonaro em visita ao Recife Foto: Reprodução/TV Brasil

Medida valerá para inscritos no Benefício de Prestação Continuada

Em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (30) em Recife, o presidente Jair Bolsonaro (PL) anunciou – em Recife (PE), em uma rápida declaração à imprensa após sobrevoar ao lado de ministros
às áreas atingidas pelas fortes chuvas no estado que já deixaram ao menos 84 mortos -, que o governo federal vai prestar toda a ajuda necessária e ainda conceder créditos sem incidência de juros a inscritos no Benefício de Prestação Continuada (BPC) no estado.

“– Tudo o que pudermos fazer para entregar diretamente para interessados, sem passar por governadores e prefeitos, faremos – declarou o chefe do Executivo.”

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que o banco vai liberar o saldo do FGTS em até cinco dias para os municípios atingidos por chuvas, desde que solicitado pelos respectivos governos, e anunciou a concessão de mais crédito aos atingidos pela catástrofe com até seis meses de carência.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, afirmou que o governo vai reconhecer a situação de calamidade em Pernambuco, ainda hoje, em edição extra do Diário Oficial da União. E ressaltou que os entes locais precisam fazer o mesmo para ter acesso aos recursos.

“– Infelizmente essas catástrofes acontecem, um país continental tem seus problemas. Tivemos problemas semelhantes em Petrópolis, no Rio, no sul da Bahia, no norte de Minas”, afirmou o presidente.

Bolsonaro manifestou seu pesar às famílias.

“– Estamos tristes, manifestamos nosso voto de pesar aos familiares. Nosso objetivo maior é confortar os familiares e com meios materiais atender à população”, disse o chefe do Executivo, que elogiou a atuação das Forças Armadas.

“– Vamos dar apoio aos municípios e ao governo do estado. O governo federal está sempre alerta para atender à população, independentemente de pedidos das autoridades locais”  seguiu o presidente.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, afirmou que o número de mortes é muito elevado.

– Ainda tem previsão de chuva para os próximos dias, então as medidas de autoproteção precisam ser mantidas – declarou.

De acordo com Ferreira, o MDR estuda propor ao ministro da Economia Paulo Guedes a criação de uma linha emergencial de crédito para atender a pequenos agricultores e empresários, com recursos do fundo constitucional do Nordeste.