Embaixada brasileira faz alerta após bombardeio russo em Kiev

A recomendação aos brasileiros na Ucrânia é que permaneçam em local protegido enquanto durarem os alertas de ameaça aérea

O Antagonista

A embaixada brasileira em Kiev divulgou nesta segunda-feira (10) um comunicado recomendando aos brasileiros na Ucrânia que permaneçam “em local protegido enquanto durarem os alertas de ameaça aérea”.

Ao menos 11 pessoas morreram e 64 ficaram feridas nesta segunda-feira (10) em uma ofensiva que ocorreu no distrito central de Shevchenkivskyi.

“ – A Embaixada do Brasil em Kiev recomenda fortemente aos brasileiros na Ucrânia a seguir as orientações das autoridades locais e a permanecer em local protegido enquanto durarem os alertas de ameaça aérea. Deslocamentos só devem ser iniciados após o fim do alerta, quando houver condições de segurança”, diz comunicado.

“ – A embaixada reitera sua recomendação de que sejam evitadas todas as viagens à Ucrânia, bem como a permanência no país”, acrescentou.

Os bombardeios na Ucrânia se intensificaram após a explosão de uma ponte que liga a Rússia a Crimeia, território anexado pelos russos em 2014.

Além de Kiev, foram relatadas explosões em Lviv, Ternopil, Zhytomyr, Dnipro, Kremenchuk, Zaporizhzhia e Kharkiv.