Ex-premiê do Japão é assassinado durante campanha

Ex-primeiro ministro japonês Shinzo Abe tinha 67 anos.

Conservador, Shinzo Abe foi primeiro-ministro durante oito anos, até renunciar em 2020

O ex-primeiro-ministro Shinzo Abe, de 67 anos, foi assassinado nesta sexta-feira, dia 8 de julho, quando fazia um discurso de campanha para a eleição de um candidato do Partido Liberal Democrático na cidade de Nara, no Oeste do Japão.

O ex-primeiro ministro japonês chegou a ser levado de helicóptero para o Hospital Universitário de Nara, mas sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

“Armas não matam pessoas. Pessoas matam pessoas”

O Japão tem uma das leis de controle de armas de fogo mais rígidas do mundo, mas isso não foi capaz de impedir uma pessoa mal-intencionada de produzir a ferramenta com a qual planejou e praticou o crime. A arma de fabricação caseira foi recuperada pelas autoridades policiais.

A arma artesanal usada pelo homem que matou Shinzo Abe.

Preso em flagrante,Tetsuya Yamagami, de 41 anos, é um ex-integrante da Marinha do Japão, que serviu por três anos até 2005.

Shinzo Abe foi primeiro-ministro durante oito anos, até renunciar em 2020.

Sobre o atentado que tirou a vida de Shinzo Abe, o atual primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida declarou:

“É um ato desprezível e totalmente inaceitável, que ocorreu durante um período eleitoral, que é a base da democracia. Condeno o ato nos termos mais fortes possíveis”, afirmou.