Exército repudia Fake News da G1 sobre ‘insatisfação de militares com ministro da Defesa’

Da interminável série: ‘As Mentiras que Velha Imprensa Esquerdista Conta’ ou como diz o jornalista Guilherme Fiuza: ‘Fake News de Griffe’

Exército Brasileiro publica nota de repúdio à Fake News publicada pelo colunista Valdo Cruz – que se apresenta como ‘Comentarista de política e economia da GloboNews’, que ‘cobre os bastidores das duas áreas há 30 anos’.

A notícia falsa, publicada nesta quarta-feira, dia 20 de julho, pelo portal G1, do Grupo Globo, afirma que ‘militares da ativa estariam insatisfeitos com o Ministro da Defesa’ – e até poucos meses, comandante do Exército Brasileiro -, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira. E o mais grave: que teriam procurado o Supremo Tribunal Federal (STF) para manifestar apoio aos togados.

Imprensa Vermelha tenta minar unidade das Forças Armadas brasileiras

A atitude – se fosse verdadeira –  caracterizaria uma grave quebra da hierarquia, tipificada como crime pelo Código Penal Militar. A afirmação foi desmentida em nota de repúdio à Fake News, no site oficial do Exército Brasileiro.

Diz a íntegra da nota:

“Sobre a notícia veiculada pelo jornalista Valdo Cruz, no site G1, intitulada ‘Insatisfeitos com o Ministro da Defesa, militares da ativa dizem ao STF que não endossam ataques às urnas!’, o Centro de Comunicação Social do Exército expressa o repúdio da Força ao contido na matéria, que parece buscar apenas a discórdia e a cisão entre os militares da ativa e Ministro da Defesa.

É indiscutível o relevante papel da imprensa para a garantia de uma democracia sólida e um ambiente de harmonia institucional. Assim sendo, disseminar desinformação somente contribui para instabilidade entre as Instituições e, consequentemente, entre os brasileiros.
Por fim, o Exército Brasileiro ratifica o respeito de seus integrantes à hierarquia e à disciplina, garantindo que a coesão entre os militares é uma característica inalienável da Força Terrestre”, conclui a nota.

#VergonhaAlheiaÉPouco
#VergonhaDaImprensaEsquerdalhaBrasileira