Inventor da tecnologia MIDI morre aos 72 anos

Smith foi um divisor de águas no universo musical nas últimas décadas

Com informações do Estado de São Paulo

 

Dave Smith, engenheiro eletrônico que desenvolveu o padrão MIDI (sigla em inglês para “interface digital de instrumento musical”), que possibilitou a comunicação entre teclados digitais e sintetizadores de diferentes fabricantes e seu uso combinado com programas de computador, morreu aos 72 anos, na última terça-feira, dia 31 de maio. A causa da morte não foi revelada.

 

Nos anos 1970 surgiram os primeiros teclados digitais de diferentes fabricantes, com tecnologias que não se comunicavam. Não era possível, por exemplo, exportar dados entre os instrumentos de marcas diferentes, o que limitava a atuação de produtores e músicos. Smith trabalhou no começo dos anos 1980 com Ikutaro Kakehashi, fundador da Roland, para desenvolver o padrão que permitiu que sintetizadores de diferentes marcas “conversassem”.

 

O protocolo MIDI também permitiu a comunicação dos equipamentos com computadores, o que barateou a produção musical nas últimas décadas, abrindo às portas para produtores e músicos dos mais variados estilos musicais e levando a um salto na produção musical em todo o mundo.

Dave Smith e o Prophet 5, outra de suas invenções famosas. (Arquivo Sequential)

 

Além do padrão MIDI, Smith lançou o Prophet 5, o primeiro sintetizador a ter um microprocessador, capaz de emular instrumentos musicais ou sintetizar timbres a partir até da amostragem de sons completamente estranhos ao universo musical. O anúncio da morte do inventor foi feita pelo portal da Sequential, uma das empresas que ele fundou.