Janones acusa Hang de matar mãe e desafia: ‘Processe. Quem julga é o Xandão’

Cabo eleitoral do ‘descondenado’ conta com parcialidade de togado para sair impune: ‘Tenho foro privilegiado e quem julga e o Xandão”

 

André Janones (Avante-MG), deputado federal,  candidato desistente à Presidência da República e atual cabo eleitoral do ex-presidiário ‘descondenado’ Lula da Silva, pode ter cometido um crime ao  reagir a uma crítica de Luciano Hang, dono das Lojas Havan, nas redes sociais.

Em uma postagem nesta sexta-feira, dia 19 de agosto, Hang compartilhou o vídeo da entrevista em que o deputado federal disse que o presidente da Argentina era o francês Emmanuel Macron.

“– Vergonha alheia. Deputado Federal André Janones, agora amigo do Lula e ex-candidato a presidente da República do Brasil. Não tem como o nosso país dar certo com pessoas erradas no poder tomando decisões para 215 milhões de Brasileiros. É muita incompetência”,  escreveu Hang ao compartilhar o vídeo do vexame do deputado.

Em resposta à crítica, Janones pode ter cometido o crime de denunciação caluniosa: acusou Luciano Hang de ter matado à própria mãe. E o pior: demonstrou estar convicto de que sairá impune por ser parlamentar, ter foro privilegiado e contar com a parcialidade esquerdista de um ministro do STF.

Nas palavras de Janones, Luciano Hang “ajudou a matar a própria mãe incentivando ela a tomar cloroquina”.

A resposta de Janones é o típico caso de crime não relacionado à atividade parlamentar, mas que ao mesmo tempo configura quebra de decoro parlamentar e pode abrir caminho para um processo de cassação de mandato.

A falsa narrativa da Esquerda e da Velha Imprensa Vermelha

A mãe do empresário Luciano Hang, Regina Modesti Hang, de 82 anos, era cardíaca, diabética, hipertensa e sofria de insuficiência renal. A idosa com múltiplas comorbidases morreu em janeiro de 2021, em decorrência do agravamento das doenças pré-existentes após o contágio pelo vírus chinês.

Segundo Hang, a mãe do empresário nunca pôde fazer uso profilático (preventivo) do chamado kit covid (hidroxicloroquina, ivermectina e azitromicina, vitamina D e zinco), do qual o Hang declarou ser adepto em mais de uma ocasião.

Em depoimento à CPI do Covid – que ficou mais conhecida como CPI do Circo – Hang contou que quando constatou que a mãe havia contraído a doença, a idosa já estava com 90% dos pulmões comprometidos. O empresário reconheceu que os medicamentos  foram disponibilizados para a idosa somente nesta fase avançada da doença. Apesar de pesquisadores e médicos defensores do protocolo defenderem que a eficácia dos medicamentos é diretamente proporcional à precocidade com que é iniciado o tratamento após o contágio.

Todos os esforços

Hang relatou que a ministração dos medicamentos foi uma tentativa de reverter o  agravamento do quadro de saúde da mãe, mas depois de internada, Regina Hang acabou falecendo em decorrência do agravamento das múltiplas comorbidades de que sofria.

Mesmo assim, os sete senadores esquerdistas que comandaram a CPI do Circo – e a transformaram em um palanque comunista e tribunal de exceção, com a cumplicidade da Velha Imprensa Vermelha do País, alinhada à Indústria Farmacêutica mundial – se dedicaram a tentar, sem sucesso, destruir a reputação do empresário, tentando criminalizá-lo por ter lançado mão de todas as alternativas de que dispunha – com orientação médica – para tentar salvar a mãe.

Campanha de Difamação

A Velha Imprensa Vermelha desinformou e caluniou criminosamente o empresário, atribuindo a ele – sem provas – a responsabilidade pela morte da mãe. Uma Imprensa militante e canalha acusou, como se detivesse alguma autoridade moral, científica ou de perícia médica legal, para determinar a causa da morte de uma idosa, atribuindo o óbito ao uso dos medicamentos e ignorando às múltiplas comorbidades graves de que sofria há anos, com a idade avançada.

Janones – o parlamentar que queria ser presidente sem saber sequer quem é o presidente da vizinha Argentina e hoje apoia a Lula – fez eco para a canalhice criminosa da gangue dos 7 da CPI do Circo e da Velha Imprensa, prostituta de comunistas. Mas não parece preocupado com isso. Nas palavras do cabo eleitoral do ‘descondenado’:

” – Luciano, pode vir com processinho, mas lembra que tenho foro privilegiado, tá? Quem julga é o Xandão!”

Comprovação Científica

Recente revisão médica da Revista Europeia de Imunologia – com a participação de pesquisadores da Universidade de Harvard – que avaliou 11 pesquisas “padrão ouro” – randômicos, duplo cego e placebo), atestou a eficácia da hidroxicloroquina em reduzir complicações do vírus chinês).