Mar de gente na Paulista: brasileiro não desiste nunca

Avenida Paulista reúne mar de gente e demonstra que o brasileiro não desiste nunca

Ronaldo Mota, especial publicado originalmente pelo Portal Brasil Sem Medo

Avaliando a conjuntura sob esse prisma, era de se esperar que o povo, desamparado, à mercê de uma ditadura judiciária, desanimasse, retraindo-se ao ponto de não sair de casa e calar-se para evitar perseguição.

Mas o que se viu hoje, na Avenida Paulista, em São Paulo, e por todo o país, foi novamente e insistentemente o povo de verde e amarelo nas ruas! Milhões de pessoas reivindicando as mesmas coisas que em 2021: liberdade de expressão, fim da censura e da perseguição política.

A Av. Paulista, apesar de tudo, inclusive da chuva, estava apinhada de brasileiros, rezando o Pai Nosso, cantando o Hino Nacional, comemorando a Independência Nacional e clamado pela liberdade tão desrespeitada por aqueles que deveriam protegê-la.

A Av. Paulista estava novamente lotada nesse 7 de setembro de 2022. Os brasileiros estavam presentes,  apesar de todas as traições,  apesar de todas as perseguições,  apesar de toda a injustiça.  E sabem por quê?

Bom, só pode ser porque brasileiro não desiste nunca.

Tornou-se um lugar comum dizer que brasileiro nunca desiste, é verdade,  mas depois desse 7 de setembro de 2022, esse lugar comum parece ser a melhor maneira de entender o que está acontecendo no Brasil.

Quem acompanhou as manifestações de 7 de setembro de 2021, sabe que foram gigantes, uma das maiores da história do Brasil, milhões de pessoas nas ruas…

Todavia, aquelas coisas pelas quais essas milhões de pessoas lutavam, ou seja, por liberdade, contra censura e perseguição política praticada por servidores públicos do judiciário, foram novamente e reiteradamente vilipendiadas por esses mesmos servidores.

A situação, apesar das manifestações, piorou. Quantos foram presos? quantos foram censurados? Quantos foram perseguidos, cancelados, calados e vítimas de busca e apreensão policial injustamente?

Avaliando a conjuntura sob esse prisma, era de se esperar que o povo, desamparado, à mercê de uma ditadura judiciária, desanimasse, retraindo-se ao ponto de não sair de casa e calar-se para evitar perseguição.

Mas o que se viu hoje, na Avenida Paulista, em São Paulo, e por todo o país, foi novamente e insistentemente o povo de verde e amarelo nas ruas! Milhões de pessoas reivindicando as mesmas coisas que em 2021: liberdade de expressão, fim da censura e da perseguição política.

A Av. Paulista, apesar de tudo, inclusive da chuva, estava apinhada de brasileiros, rezando o Pai Nosso, cantando o Hino Nacional, comemorando a Independência Nacional e clamado pela liberdade tão desrespeitada por aqueles que deveriam protegê-la.

A Av. Paulista estava novamente lotada nesse 7 de setembro de 2022. Os brasileiros estavam presentes,  apesar de todas as traições,  apesar de todas as perseguições,  apesar de toda a injustiça.  E sabem por quê?

Bom, só pode ser porque brasileiro não desiste nunca.