MS tem 1⁰ caso ‘provável’ de hepatite aguda em crianças do Brasil

SciePro

Ministério da Saúde investiga 68 suspeitas de inflamação do fígado que só afeta crianças no país

 

O Ministério da Saúde identificou em Ponta Porã (MS), o 1º caso classificado como “provável” do novo tipo de hepatite aguda  documentado em 33 países apenas em crianças e adolescentes. A paciente em observação apresentou febre, mal-estar, náuseas e pele amarelada.

De acordo com a pasta, os casos são classificados em 3 tipos: “Suspeito”, “provável” — como o caso relatado — em que os pacientes apresentam sintomas de hepatite, mas testes negativos para todas as versões conhecidas da doença — e ” confirmado” ou “descartado” por exames laboratoriais. Segundo o Ministério da Saúde, ao todo, 68 casos graves e 6 mortes com suspeita de ligação com a nova doença estão sendo investigados no país.

A origem do novo tipo de hepatite ainda é desconhecida, mas pesquisadores nos EUA e Europa suspeitam que a doença pode estar relacionada ao subtipo 41 do adenovírus. O novo tipo de hepatite não é detectado por nenhum dos testes disponíveis para as hepatites anteriormente documentadas pela Medicina: A, B, C, D e E. 

Desde abril, quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) noticiou o  surto de hepatite no Reino Unido, já foram computados 650 casos “prováveis” em 33 países, mas nenhum caso foi “confirmado” ainda.