MS vive momento de retração no Dia Mundial do Leite

Foto: Alcides Okubo Filho - Embrapa Gado de Leite

Alta dos custos de insumos seria responsável pela redução

Com informações do Sistema Famasul

 

A produção de leite em Mato Grosso do Sul sofreu  uma retração em 12% no primeiro trimestre de 2022, em relação ao mesmo período de 2021. O volume de leite captado com inspeção federal em Mato Grosso do Sul foi de 43,8 milhões de litros de leite no primeiro trimestre, volume 12,48% menor se comparado com o mesmo período do ano anterior, de 50 milhões de litros, de acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A retração teria sido reflexo dos altos custos de produção, principalmente dos insumos que compõem a alimentação animal, como farelo de soja e milho, segundo informação da analista técnica do Sistema Famasul, Fernanda Oliveira.

Paralelamente à redução na produção, o valor médio do leite pago ao produtor rural subiu 14,55% no primeiro trimestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2021, subindo de R$ 1,71 para R$ 1,96 por litro de leite, de acordo com dados da Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) e Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).