#OPovoEstaComBolsonaro nos Trending Topics do Twitter

Presidente da República, Jair Bolsonaro durante cerimônia de celebração do 74° aniversário de criação da Brigada de Infantaria Paraquedista, em Três Corações - MG. - 29/11/2019 Foto: Arquivo: Marcos Corrêa/PR

Nesta terça-feira (30/03), na véspera do aniversário do Movimento de 1964, o contragolpe militar que evitou que o Brasil se torna-se uma nova e miserável Cuba em proporções continentais, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro se uniram nas redes sociais para enviar um recado aos opositores do presidente.

Em momento crítico do governo, internautas reafirmaram o apoio ao presidente nas redes sociais. No Twitter, #OPovoEstaComBolsonaro  foi um dos assuntos mais comentados durante toda o dia.

Em momento crítico do governo, internautas reafirmaram o apoio ao presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais. No Twitter, #OPovoEstaComBolsonaro  foi um dos assuntos mais comentados durante toda o dia.

O massivo apoio ao presidente conservador voltou a ser registrado um dia depois de Bolsonaro mudar seis ministros, entre eles, o ministro da Defesa e os três comandantes das Forças Armadas.

Movimento de 1964 ‘pacificou’ o país e deve ser ‘celebrado’

Em seu primeiro ato após empossado, o novo ministro da Defesa, general Braga Netto foi emitir nota alusiva ao dia 31 de Março:

“Ordem do Dia Alusiva ao 31 de março de 1964”, em referência à data do contragolpe militar no país, que completa 57 anos nesta quarta-feira. No texto, disponível no portal da pasta, Braga Netto cita que os eventos daquele dia, “assim como todo acontecimento histórico, só podem ser compreendidos a partir do contexto da época”.

O novo ministro da Defesa destacou ainda que o “movimento de 1964 é parte da trajetória histórica do Brasil” e “assim devem ser compreendidos e celebrados os acontecimentos daquele 31 de março”.

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, durante cerimônia de celebração do 74° aniversário de criação da Brigada de Infantaria Paraquedista, em Três Corações – MG. – 29/11/2019 Foto: Arquivo: Marcos Corrêa/PR

Na ordem do dia, Braga Netto lembra que o século XX foi marcado por dois grandes conflitos bélicos mundiais e pela expansão de ideologias totalitárias, com importantes repercussões em todos os países.

Após a Segunda Guerra Mundial, o mundo, com participação do Brasil, “derrotou o nazi-fascismo e o mapa geopolítico internacional foi reconfigurado e novos vetores de força disputavam espaço e influência”.