Percentual de indústrias de MS com resultados positivos em maio fica em 80%

Índices de confiança e de intenção de investimento seguem acima da média histórica

 

O Radar Industrial da Federação da Indústria de Mato Grosso do Sul (Fiems) registrou que o índice de intenção de investimento dos industriários do estado no mês de junho está em 58,4 pontos, um aumento de 1,4 ponto sobre o mês de maio e de 7,3 pontos em relação à média histórica obtida para o mês.

O estudo divulga um balanço positivo no mês de maio no estado: 80% das empresas registraram estabilidade ou crescimento da produção, índice 4 pontos acima do percentual registrado no levantamento anterior. A utilização da capacidade de produção industrial fechou em 74% no mês de maio.

Capacidade industrial, contratações e investimentos têm tendência positiva

Do total de empresas consultadas, 71% relataram que a capacidade industrial instalada ficou estável ou cresceu acima da média para o mês. Para os próximos seis meses a partir de junho, 57% das empresas esperam aumento na demanda por seus produtos; 31,6% das empresas acreditam que a demanda ficará estável e apenas 11,4% preveem queda.

Há perspectiva de aumento do número de funcionários nos próximos meses em 34,2% das empresas consultadas; de estabilidade no número de funcionários em 60,8% delas e perspectivas de redução do quadro em apenas 5,1% delas.

No atual levantamento, 63,3% das empresas industriais informaram que pretendem realizar investimentos nos próximos seis meses.

“Para os próximos seis meses, os empresários industriais de Mato Grosso do Sul estão otimistas e esperam crescimento da demanda por seus produtos e aumento das contratações.

Com essa combinação, os índices de confiança e intenção de investimento também evoluíram na comparação com o último levantamento e seguem acima da média histórica obtida para o mês”, afirmou o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende.

Confiança dos empresários industriais fica 7,3% acima da média histórica

A Sondagem Industrial também avaliou o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI), que em junho alcançou a marca de 61,5 pontos, indicando aumento de 7,3 pontos em relação à média histórica do mês.

“Principalmente por conta do otimismo projetado para os próximos seis meses – especialmente em relação ao desempenho esperado para a própria empresa – o indicador permanece acima da linha divisória dos 50 pontos, sinalizando que o empresário industrial de Mato Grosso do Sul segue confiante”, explicou Ezequiel Resende.

Para 21,5% dos empresários consultados, as condições da economia brasileira melhoraram. Em relação à economia estadual, o percentual de avaliação positiva ficou em 20,3% e, no caso da própria empresa, foi de 26,6%.

Expectativas para os próximos seis meses

O levantamento apontou que 57,0% dos empresários estão confiantes e acreditam que o desempenho da economia brasileira vai melhorar. Em relação à economia estadual, esta expectativa ficou em 53,2% e em relação à própria empresa, o otimismo é maior ainda: 68,3% confiam na melhora do desempenho dos seus empreendimentos.

Empresários que acreditam que a economia nacional deve permanecer estável representaram 31,6%. Em relação à economia do estado esse percentual ficou em 35,4% e a respeito da própria empresa, em 25,3%.

Apenas 10,2% estão pessimistas em relação à economia brasileira; outros 10,2% não têm boas expectativas em relação à economia estadual, índice idêntico (10,2%) em relação ao desempenho da própria empresa.

Os que não fizeram qualquer tipo de avaliação das expectativas em relação à economia brasileira, estadual e do desempenho da própria empresa responderam igualmente por 1,3%.