Petrobras reduz preço do querosene de aviação em 10,4% 

Divulgação | Petrobras

Esta é a segunda queda, em agosto, no preço do QAV-1 cobrado pela petroleira das distribuidoras, que no início do mês, já havia caído 2,6%

A Petrobras anunciou na manhã desta sexta-feira, dia 26 de agosto, uma nova redução do preço do Querosene de Aviação (QAV-1), de 10,4%, a partir de 1º de setembro nas refinarias.

A queda nos preços de um insumo representará um alívio significativo na pressão sobre os custos da  aviação comercial. Esta é a segunda redução do Petrobras no preço do QAV a distribuidores no mês de agosto. No início do mês, a Petrobras já havia reduzido os preços do combustível em 2,6%.

No dia 1⁰ de agosto, antes das duas reduções, o metro cúbico do QAV da Petrobras tinha o menor preço no País em Manaus (AM) R$ 5.536,50 em Manaus (AM) e R$ 5.7885,80 em Canoas (RS).

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o QAV representa algo em torno de 30% a 35% dos custos das companhias e quaisquer alterações no seu preço tendem a impactar o valor das passagens.

Combustível teve alta com Guerra xna Ucrânia

Ainda de acordo com a ANAC, o preço final da tarifa aérea “acumulou alta de 59% entre janeiro e maio de 2022.  Na comparação do quinto mês do ano com o mesmo período de 2019 (pré-pandemia), o QAV registrou elevação de 138,8%”.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), o QAV tem mais de 50% de seu valor indexados ao dólar e há ainda um agravante: o Brasil é o único país do mundo que tem um tributo regional sobre o QAV, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que não é cobrado das empresas estrangeiras que abastecem em território nacional, o que provoca uma disparidade entre as passagens para voos domésticos e as de voos internacionais, considerando distâncias similares.

Bolsonaro pretende zerar ICMS do QAV em 2023 

Para superar este gargalo, o Presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), declarou na última semana que pretende zerar o imposto federal sobre o QAV.

Segundo o Chefe do Executivo federal, a proposta ainda está sendo avaliada pela equipe econômica.

A medida pode refletir diretamente no preço da passagem aérea e na movimentação de passageiros nos aeroportos.

” – Tive conversa com parte da equipe econômica de Paulo Guedes sobre o Ploa (Projeto de Lei Orçamentária Anual),  para o ano que vem. Garantimos continuar com zero imposto federal na gasolina, no diesel e no gás de cozinha e pedi pro pessoal zerar agora querosene de aviação”, comentou o presidente na quarta-feira, dia 17 de agosto.