PL cancela 40 mil ingressos de esquerdistas que sabotariam lançamento de campanha de Bolsonaro

Inscrições consideradas autênticas foram confirmadas para o evento

Postagem atualizada para a inclusão do vídeo dos ‘Pingos Nos Is” sobre o escândalo eleitoral

 

O Partido Liberal informou nesta quarta-feira, dia 20 de julho, que um sistema de Inteligência Artificial identificou, barrou e cancelou 40 mil inscrições falsas de esquerdistas que tentaram sabotar a Convenção Partidária que lançará oficialmente o nome do Presidente da República, Jair Bolsonaro, como candidato à reeleição que será realizada no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, no domingo, dia 24 de julho.

Sabotagem comunista foi endossada por Tabata Amaral

Nesta terça (19), milícias digitais comunistas se mobilizaram por meio das redes sociais com o intuito de sabotar o lançamento da campanha de reeleição do Presidente. A fraude consistia em tentar esvaziar o evento, esgotando os ingressos que estavam disponíveis gratuitamente pelo site Sympla, mas exigiam cadastro prévio.

Deputada deve ser denunciada ao Conselho de Ètica da Câmrara pelo onvite à sabotagem (Reprodução Twitter)

A deputada federal esquerdista Tabata Amaral, do Partido Socialista Brasileiro (PSB-SP) publicou no twitter um apelo aos internautas esquerdistas para que se mobilizassem para sabotar à convenção. Em um post que informava que os ingressos podiam ser reservados pela internet, a deputada esquerdista escreveu: “Simbora, galera”.

Tabata Amaral apagou a publicação logo depois, mas o tweet já havia sido registrado por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, que agora cobram que a deputada esquerdista seja denunciada junto ao Conselho de Ética da Câmara dos Deputados por ter incentivado a sabotagem.

 

Denúncia à Polícia Federal por falsificação de CPFs e crimes eleitorais

A deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) apresentou na noite de terça-feira, dia 20, uma representação à Polícia Federal (PF) por crime eleitoral contra os envolvidos na tentativa de sabotagem, que teriam chegado ao ponto de usar CPFs falsos nas inscrições, crimes de falsificação de documento público e falsidade ideológica. Os protocolos de internet dos sabotadores foram identificados e armazenados para uma eventual ação penal.

Estratégia comunista já foi usada pelos esquerdistas do Partido Democrata nos EUA

A correspondente da Jovem Pan News nos Estados Unidos e comentarista política Ana Paula Henkel, revelou na edição desta terça-feira, dia 19 de julho, do programa “Os Pingos Nos Is” da Jovem Pan News, que a mesma estratégia foi adotada pelos militantes do partido Democrata (Esquerda norte-americana) que teve êxito em sabotar a Convenção do Partido Republicano em 2020.

Na ocasião, milhares de apoiadores do então candidato à reeleição, presidente Donald Trump, compareceram aos milhares ao estádio em que foi lançada a campanha à reeleição de Trump, mas sem ingresso, não puderam entrar. Enquanto isso presidente idêntica foi realizada durante o lançamento.