Policial que matou petista em troca de tiros tem alta da UTI

O policial penitenciário penal Jorge José da Rocha Guaranho (Reprodução Redes Sociais)

Jorge Guaranho teve prisão preventiva decretada no dia 11

O agente penal federal Jorge José da Rocha Guaranho recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Ministro Costa Cavalcanti, em Foz do Iguaçu e permanece sob custódia policial, após ter a prisão preventiva decretada pela morte do guarda municipal e tesoureiro do PT Marcelo Arruda, no último dia 9 de julho. Guaranho foi indiciado por homicídio qualificado por motivo torpe e por colocar outras pessoas em risco.

Guaranho, que foi submetido a uma traqueostomia (procedimento para facilitar a respiração), foi extubado para respirar sem a ajuda de aparelhos, e o seu quadro é considerado estável. Em nota, a Fundação de Saúde Itaiguapy, que administra o hospital em que o policial penitenciário penal está internado, comunicou:

[O Hospital Ministro Costa Cavalcanti] “Por norma institucional, em linha com as normas atuais da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), não fornece informações públicas de pacientes internados no hospital. Portanto, quaisquer informações em relação ao prontuário médico ou quadro clínico dos pacientes não podem ser fornecidas por questão de sigilo. Informações oficiais poderão ser repassadas diariamente para os órgãos competentes, assim que solicitado de forma oficial, segundo os meios legais”.