Pompeo: Versão da China e OMS sobre origem do covid-19 é uma ‘farsa’

Mike Pompeo afirma ter evidências que comprovam que vírus da Covid teve origem em laboratório

Nesta terça-feira (30/03), o ex-chefe da diplomacia dos Estados Unidos no governo Donald Trump, Mike Pompeo postou em suas redes sociais que o relatório sobre as origens da Covid-19 divulgado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pela China é “uma farsa” que dá continuidade à “campanha de desinformação” da entidade internacional e do Partido Comunista da China.

Pompeo acusou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, de ser cúmplice do ditador comunista Xi Jinping e afirma ter evidências que comprovam que o covid-19 foi desenvolvido no Instituto de Virologia em Wuhan.

“O relatório da OMS é uma continuação simulada da campanha de desinformação do PCC (Partido Comunista da China). É por isso que recomendei que deixássemos a OMS. O Dr. Tedros colaborou com Xi para ocultar a transmissão de humano para humano em uma conjuntura CRÍTICA. WIV (Instituto de Virologia de Wuhan) continua sendo a fonte mais provável do vírus e a OMS é cúmplice”, acusou Pompeo.

Relatório da OMS divulgado nesta terça-feira (30) sustenta que a possível origem da Covid-19 seriam carnes congeladas de origem animal e descarta quase que totalmente a hipótese de vazamento de um laboratório.