Pontos sustentáveis: Feitos de conteineres e ecológicos – Será o fim da espera ao relento?