Presidente da Hungria visita Bolsonaro em Brasília

Katalin Novák compartilha das mesmas pautas cristãs, conservadoras,  anticomunistas e antiglobalistas com líder brasileiro

 

A presidente da Hungria, Katalin Novák, se reuniu com o Presidente da República, Jair Bolsonaro, nesta segunda-feira, dia 11 de julho, no Palácio da Avorada.

Novák retribuiu à visita feita pelo presidente brasileiro ao país europeu em fevereiro, quando Bolsonaro também se encontrou com o primeiro-ministro húngaro Viktor Orbán.

Novák é chefe de Estado, cujas principais atribuições são a representação diplomática na política externa.

Durante a reunião foram tratados acordos nas áreas da Defesa, Economia e Comércio.

“O Brasil está tendo a satisfação, a felicidade de receber a visita da senhora presidente da Hungria. É o primeiro país que ela visita fora da Europa depois da sua posse, em maio último, assim como eu fui o primeiro chefe de Estado a visitar a Hungria. Temos muita coisa em comum, em especial a defesa dos valores familiares. Somos pela liberdade religiosa, [pela] liberdade de imprensa”, afirmou o presidente.

Novák é aliada do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, a quem Bolsanaro chamou de “irmão” durante passagem pela Hungria – pelo fato de os dois líderes mundiais de Direita compartilharem das mesmas pautas cristãs,  conservadoras, anticomunistas e  antiglobalistas.

A visita de Bolsonaro a Órban ocorreu após a passagem do presidente brasileiro pela Rússia, para a reunião – estratégica para o Brasil – com o presidente russo Vladimir Putin, que garantiu o fornecimento de fertilizantes para os produtores agrícolas brasileiros, mesmo após o início da guerra da Rússia com a Ucrânia.

No último sábado, dia 9,  Novák publicou em suas redes sociais que havia chegado ao Rio de Janeiro, onde visitou o Instituto de Estudos do Mar, Paulo Moreira, da Marinha, e se reuniu com jovens húngaros que moram na cidade.

A presidente da Hungria, Katalin Novák (Robert Ghement – Foto: EFE/EPA

Na publicação, a presidente disse que havia sido convidada para vir ao Brasil porque o país tem seguido “políticas para a família”.

“– O Brasil é uma importante potência econômica, membro do G20 e dos BRICS. Estou ansiosa para conhecer o presidente Jair Bolsonaro”, declarou Novák.