Responsável por câmeras do clube onde petista morreu é encontrado morto

Responsável pelas câmeras que registraram tiroteio em festa de petista é encontrado morto. (Foto: Reprodução)

Polícia investiga conexão entre morte de vigilante e tiroteio em Foz do Iguaçu

O vigilante Claudinei Coco Esquarcini foi encontrado morto em Medianeira (PR), no domingo, dia 17 de julho. Esquarcini era responsável pelas câmeras de segurança da Associação Recreativa Esportiva Segurança Física de Itaipu (Aresf), de Foz do Iguaçu (PR), onde o militante petista Marcelo Arruda morreu ao trocar tiros com o policial penitenciário federal, Jorge José da Rocha Guaranho, no dia 9 de julho.

Segundo o site Metrópoles, apesar de Guaranho também integrar a diretoria da Aresf, outro vigilante da associação, identificado como José Augusto Fabri, teria declarado que ter acesso às imagens das câmeras da associação não seria um procedimento comum.

Fabri afirmou que Esquarcini teria dado acesso às imagens a Guaranho. A Polícia Civil do Paraná investiga se a morte do vigilante tem relação com o tiroteio em que o petista morreu e Guaranho ficou internado em estado grave. Além de ter sido baleado por três tiros disparados pelo petista, as imagens internas da associação mostram que Guaranho teve a cabeça chutada e pisada por três homens presentes à festa de temática petista, quando já estava inconsciente e caído ao solo.