Socialismo: Cesta Básica na Venezuela chega a 20 salários mínimos

Cesta básica na Venezuela custaria 20 meses de salários mínimos em junho Foto: Venezuela Detail Zero

Itens essenciais custaram 460 dólares em junho no país devastado pelo comunismo

Na Venezuela, o salário mínimo equivale a 23,04 dólares (cerca de 127 reais). Uma família de cinco pessoas precisaria ter uma renda de 19,94 salários mínimos para adquirir uma cesta básica, composta por 60 produtos essenciais, que no mês de junho chegou a 459,84 dólares (cerca de 2.530 reais).

O valor representa um aumento de 160,38 dólares (cerca de 883 reais) em relação a junho do ano passado, quando a cesta básica custava 299,46 dólares (cerca de 1.650 reais). Na moeda local, o valor da cesta básica custa 2.593,47 bolívares, um aumento de 5,1% em relação ao mês de maio, quando custava 2.468,76 bolívares.

As informações são do Centro de Documentação e Análise Social da Federação Venezuelana de Professores, entidade independente que ainda consegue fugir da forte censura da ditadura socialista de Nicolás Maduro. O Banco Central da Venezuela (BCV) não publica dados oficiais sobre a atividade econômica no país vizinho desde o primeiro trimestre de 2019.

Em 2018, enquanto milhões de venezuelanos passavam fome e eram constantemente flagrados procurando o que comer no lixo nas ruas da Capital, Caracas, e de outras cidades do país devastado pelo socialismo, o narcoditador Nicolás Maduro foi flagrado fazendo uma refeição na churrascaria Salt Bae, na Turquia, que cobra até US$ 1.000 por refeição. De lá para cá, mais de 5 milhões de venezuelanos deixaram o país vizinho, fugindo da violência da ditadura socialista, do desemprego, da miséria e da fome.