Togados do TSE deferem candidatura de Bolsonaro

Luiz Barroso e Alexandre de Moraes (Foto: Nelson Jr./STF)

Os togados do TSE deferiram na noite desta terça-feira, dia 6 de setembro, os registros de candidatura à reeleição do Presidente da República Jair Bolsonaro, e do candidato a vice-presidente, Walter Braga Netto, filiados ao Partido Liberal (PL), nas Eleições 2022 pela coligação Pelo Bem do Brasil.

Os processos de registro foram relatados por Alexandre de Moraes, que julgou improcedentes os pedidos apresentados por um eleitor em uma ação de impugnação e em uma notícia de inelegibilidade e votou pela aprovação das candidaturas.

Segundo o relator, não foram indicados elementos mínimos de inelegibilidade ou de ausência de condição de elegibilidade que possam levar à restrição da capacidade eleitoral  do candidato à reeleição, Jair Bolsonaro.

Durante o julgamento do pedido de registro, o ministro destacou que os inquéritos e as ações populares a que Bolsonaro responde não o impedem de concorrer no pleito.

Na avaliação dos ministros, que deferiram os registros por unanimidade, tanto a coligação quanto as candidaturas atenderam a todos os requisitos exigidos pela Constituição e pela legislação eleitoral e, dessa forma, poderão disputar as Eleições 2022.