Xi Jinping ameaça Biden: ‘Não brinque com fogo’

Biden, durante videoconferência com Xi Jinping

Ditador comunista chinês quer coagir Biden a vetar viagem diplomática à Taiwan

 

O secretário-geral do Partido Comunista Chinês, Xi Jinping, fez uma ameaça velada ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, sobre as consequências que uma eventual visita diplomática norte-americana a Taiwan pode gerar.

Segundo a agência estatal de notícias Xinhua, o líder da ditadura comunista aconselhou o norte-americano a não “brincar com fogo” em relação a Taiwan.

“ – Aqueles que brincam com fogo acabam se queimando. Espero que o lado norte-americano entenda isso. A China se opõe aos movimentos separatistas em direção à independência de Taiwan e à interferência de forças externas. Os EUA devem honrar o princípio de uma só China”, disse Xi a Biden.

O ditador comunista  se referia à possibilidade  ventilada nesta sexta-feira, dia 29 de julho, de que a presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, inclua Taiwan em uma série de compromissos diplomáticos na Ásia.

Em abril deste ano, Pelosi planejou visitar à ilha, mas cancelou a viagem depois de ter sido infectada pelo covid-19.

A China planeja há tempos submeter definitivamente a ilha capitalista – um ex-protetorado britânico  que hoje ainda guarda alguma autonomia democrática –  à ditadura comunista, mas sempre encontrou forte oposição, principalmente durante a gestão de Donald Trump.

Agora, diante de um presidente esquerdista, fraco, decrépito e senil,   a ditadura comunista chinesa encontrou o cenário dos sonhos para falar grosso com os Estados Unidos.